Com história

A vida de qualquer instituição ou pessoa tem necessariamente uma história, um conjunto de factos relevantes que marcam o seu percurso.

Independentemente da perspectiva com que olhamos para a história do SINERGIA-Sindicato da Energia, há duas datas incontornáveis pela sua importância no movimento sindical nacional – a sua constituição, a 8 de Junho de 1989, como sindicato independente das centrais sindicais e a declaração de PESSOA COLECTIVA DE UTILIDADE PÚBLICA a 14 de Fevereiro de 1996, único no meio sindical!

Segue uma breve resenha cronológica.



1989
Constituição do SINERGIA-Sindicato da Energia – a 8 de Junho a Assembleia Constituinte que aprova os primeiros Estatutos e elege a Comissão Instaladora, e a 15 de Julho a publicação oficial no BTE.
Primeira reunião da Comissão Instaladora a 29 de Setembro.


1990
SINERGIA negoceia, pela primeira vez, um contrato de trabalho (AE/EDP), apresenta a sua primeira proposta em matéria salarial e estreia o seu tempo de antena na RTP.

1991
Realiza-se o primeiro Congresso (13, 14 e 15 de Dezembro) em Entre-os-Rios (Porto) sob o lema "Humanizar a Energia Europeia". Utiliza o seu primeiro tempo de antena na rádio (RDP). 
Estreia na contratação colectiva na área do gás.

1992
O SINERGIA lança-se na promoção de acções de formação profissional, que não mais deixou de fazer até à data, em parceria com o IEFP.
Inicia a edição do boletim MAIS ENERGIA, um espaço informativo aberto a todos os associados e trabalhadores do sector, em geral.
Abertura da primeira Delegação, no Porto - inicialmente na Rua da Constituição, depois na Rua Visconde Setúbal e na Rua das Artes Gráficas, e definitivamente na Avenida de França (Edifícios Capitólio) em espaço próprio.

1993
Foi a 25 de Maio, em Bruxelas, que o SINERGIA vê reconhecida a sua projecção internacional ao ser admitido na FMTI-Federação Mundial dos Trabalhadores da Indústria, que lhe permite – ainda neste ano - marcar presença no XVII Congresso da CMT-Confederação Mundial do Trabalho. SINERGIA é pioneiro no referendo aos trabalhadores do sector energético; aquisição do primeiro património imobiliário.


1994
A 19 e 20 de Maio o SINERGIA lidera uma greve de 48 horas na EDP; estreia-se na contratação colectiva na área dos petróleos.
Primeiro projecto de formação de âmbito Internacional – EUROFORM – em parceria com a Federação do Pessoal do Gás e Electricidade de França, constituída por cinco módulos (Ponta Delgada, Lisboa, Porto, Paris e Estrasburgo.

1995
A 12 de Janeiro realiza-se a primeira Assembleia Geral Eleitoral. O SINERGIA alarga a cooperação sindical a África, com especial destaque para os países lusófonos; SINERGIA eleito para o Secretariado Mundial da FMTI.
O SINERGIA face às necessidades crescentes, nacionais e internacionais, na área da formação, “patrocina” a criação do CIFOTIE-Centro Internacional de Formação dos Trabalhadores da Indústria e Energia.
O sindicato lidera um movimento de opinião pública, apresentando um verdadeiro ‘pacto de regime’ sobre a problemática de Foz Côa.
Abertura da segunda Delegação, desta feita em Ponta Delegada-S. Miguel, Açores, face à crescente implantação do Sindicato na EDA-Electricidade dos Açores.

1996
O SINERGIA é reconhecido (a 14 de Fevereiro), pelo Governo de Portugal, como PESSOA COLECTIVA DE UTILIDADE PÚBLICA na sequência da sua acção e préstimos à sociedade.
Aumento de património imobiliário leva a mudança para Sede e Delegação (Norte) próprias.
A 25 de Novembro, por iniciativa própria, promove a constituição do CSEPLP-Comité Sindical da Energia dos Países de Língua Portuguesa.

1997
SINERGIA é anfitrião da reunião dos ‘Comités de Empresa Europeus’ do sector energético e organizador do III CONSIG-Congresso de Sindicalismo Global.
Promove, ainda, o grande debate nacional e lança os ‘Fundos de Pensões para os Trabalhadores’; com a reprivatização da EDP, é pioneiro ao apostar em participar no capital social daquela empresa.

1998
Realiza-se o 2º Congresso, a 24 e 25 de Abril em Lisboa, sob o lema ‘Humanismo na Energia para uma Sociedade com Qualidade’.
O Cifotie é admitido no EZA-Centro Europeu para os assuntos dos Trabalhadores.
O SINERGIA passa a ter ‘site’ próprio na INTERNET e dispõe de correio electrónico para comunicar com os associados e todos os outros parceiros.

1999
Neste ano celebra-se o 10º Aniversário do SINERGIA sob o lema 'PELO HUMANISMO NA ENERGIA'.
 2000
O SINERGIA promove, aprova e publica a Carta Social para os PALOP através da CSEPLP

2001
Ano de realização do 3º Congresso no Luso, sob o lema 'Por um Milénio Humanista - Na defesa da Energia com energia!'

2009
O SINERGIA completa 20 anos de acção, sob o lema 'PELA VERDADE, PELAS PESSOAS'!
 2011
A Assembleia Geral Eleitoral marca a passagem de testemunho na Presidência do Sindicato com a saída do seu mentor e fundador, e a assumpção de uma nova liderança.
O SINERGIA passa a estar filiado internacionalmente na WOW-World Organization of Workers e indirectamente na EZA.
 2012
O SINERGIA passa a estar representado na região autónoma da Madeira com o primeiro grupo de associados na EEM-Empresa de Electricidade da Madeira.
 2013
O SINERGIA prepara os seus 25 anos e rejuvenesce a sua imagem, redesenhando o seu logo e modernizando o seu sítio na internet...
Abrimos escritório/delegação no Funchal, mais precisamente no espaço 'Star Up Madeira' contíguo ao Pólo Universitário.
 2014
O SINERGIA celebra o 25º aniversario, sob o lema 'MUITO TRABALHO E ALGUMA MAGIA', e com uma série de iniciativas com os associados de norte a sul do país, incluindo as regiões autónomas da Madeira e dos Açores.
O dia propriamente dito foi assinalado com a oferta aos associados de cruzeiro no Douro (Porto-Régua).
 2015
Depois da Rua Senhora da Glória nº31-1ºD, da Rua dos Sapateiros nº 207-2ºE, da Rua Rodrigo da Fonseca nº 74-R/c D, da Rua da Boavista nº 140-1º/Sala 3, da Rua Diogo do Couto nº 1-1ºF, o SINERGIA instala a sua sede na TRAVESSA DO ALECRIM Nº 1 - 1º D, cidade de Lisboa. Um espaço nobre, central, de dimensão média e ajustado às necessidades do trabalho que precisa desenvolver no apoio aos seus associados.
O SINERGIA depois de co-fundador da USI-União de Sindicatos Independentes e de um pequeno interregno, volta a integrar esta Confederação Sindical.
O corte total e definitivo com o Cifotie aconteceu devido a actos de gestão duvidosos e de uma deriva fora dos princípios e valores que o SINERGIA considerou insustentáveis.
2016
O SINERGIA recupera o título Mais Energia iniciando a publicação da sua 'Newsletter' e, complementarmente, inova na forma de comunicação com os associados com o seu primeiro video-comunicado, criando um canal próprio no Youtube (SINERGIAportugal).
2017
O SINERGIA instituiu a figura de associado honorário, muito influênciado por ter visto partir duas pessoas muito queridas e importantes para a vida e crescimento do Sindicato - a dirigente açoriana Lélia Furtado e Luiz Ribeiro da Silva, por ventura o mais importante dirigente na existência do SINERGIA!
2018
O SINERGIA lidera a negociação e subscreve o primeiro Acordo de Empresa para a GlobalEDA-Telecomunicações e Sistemas de Informação, SA (Grupo EDA).
Preparando a celebração dos 30 anos, o Sindicato avança para outras redes sociais e passa a dispor de uma aplicação (APP) para smartphone aberta e ao serviço de todos os trabalhadores do sector energético.
2019
O SINERGIA celebra a 8 de Junho o seu 30º aniversário sob o lema 'Porto de Abrigo a Trabalhadores Inteligentes - O Poder da Energia' e com uma série de iniciativas viradas para os associados.
Em Outubro, co-organiza e recebe (na cidade do Porto) as reuniões do Comité Europeu e Mundial da WOW, assim como um seminário da EZA.